Lógica Softwares para Indústrias
Pesquisa

30 Anos

Referência em softwares
para indústrias

Fabril System ERP Forwood ERP Acesse nossas redes sociais

81,4% dos profissionais vêem o SPED positivamente!

20 de janeiro de 2010.

Pesquisa revela comportamento de profissionais da área contábil frente ao SPED

A seleção de profissionais foi aleatória tendo como base pessoas que participam de grupos e comunidades da Internet sobre o SPED, contadores que participaram das mais de 150 palestras que realizei em todos os estados brasileiros, e grandes eventos promovidos por entidades da área contábil.

As revelações mais importantes da pesquisa foram:

a) 81,4% dos entrevistados acreditam que os impactos do SPED serão positivos do ponto de vista profissional.
b) Quase 45% esperam um aumento de oportunidades.
c) A integração entre empresas e escritórios contábeis é vista como necessária por 67%.
d) 31,4% declararam que mantém relações com empresas que recebem DANFE e não realizam a sua verificação.
e) Apenas 18% participaram de mais de 17 horas de eventos de capacitação sobre o tema.
f) Os entrevistados afirmaram que nunca participaram de projetos de SPED correspondem a mais de 65%.

1) Perfil Profissional

Cerca de 48% dos entrevistados são graduados em ciências contábeis e 30% têm formação técnica na área. 18% realizaram algum curso de especialização. Os graduados em administração de empresas representam quase 6% e, em direito, menos de 2%. O grupo que constitui os “tomadores de decisão” (empresários, diretores, gerentes) representa 33,8% do total.

2) Conhecimento sobre o SPED

41,8% ouviu falar sobre o tema pela primeira vez em 2008 e 31,9% em 2007. Um grupo pequeno, mas significativo só tomou contato com o assunto em 2009: 7%, 12,3% nunca participaram de eventos de capacitação sobre o SPED; 33,9% frequentaram cursos e palestras gratuitos.

3) Participação em projetos de SPED

Os entrevistados afirmaram que nunca participaram de projeto sobre NF-e correspondem a 65,7%; 68,7% dizeram o mesmo sobre SPED Contábil (ECD) e 74,1% sobre o Fiscal (EFD). Profissionais que atuaram em projetos como consultores representam 40,2% (NF-e), 35,1% (SPED Contábil), 33,1% (SPED Fiscal). Afirmaram ter participado de projetos no papel de usuário: 10,9% (NF-e); 12,8% (SPED Contábil); 9,8% (SPED Fiscal).

4) Verificação da Nota Fiscal Eletrônica

Afirmaram não ter relacionamento com empresas que recebem DANFE ou XML 31% dos pesquisados.  Contudo, 31,4% declararam que mantém relações profissionais com empresas que recebem DANFE  e não realizam a verificação nos Portais de NF-e das Secretarias de Fazenda. Apenas 3,3% têm relacionamento com organizações que realizam a conferência eletrônica da NF-e.

5) Principais fornecedores de serviços

Quando perguntados sobre qual fornecedor de software sobre o SPED que os profissionais indicam, foram citadas 73 empresas, dentre elas: Mastermaq Softwares, TOTVS,  Lógica Informática, Domínio Sistemas, Alterdata e SAP.

6) Principais fontes de informações sobre o SPED

Os entrevistados realizam suas pesquisas principamente nas seguintes fontes: Portal da Receita Federal do Brasil (83,3%), Portais Estaduais das Secretarias de Fazenda (58,4%), Informativos Legais (35,4%),.Portais dos CRC’s (32,9%), publicações impressas dos CRC’s (24,9%), site de Roberto Dias Duarte (24,7%), Jornais e Revistas (23%), Livro Big Brother Fiscal (17%).

7) Impactos do SPED

Consideram que o SPED irá impactar positivamente o seu trabalho 81,4%, sendo que 11,2% acreditam que não haverá mudanças e 7,4% irá influenciar negativamente. A influencia do SPED no trabalho dos pesquisados irá: aumentar a informatização (64%), aumentar as oportunidades (44,9%), aumentar os custos (30%) e reduzir os riscos (27,7%). Para os participantes da pesquisa, o SPED irá acarretar os seguintes impactos nas empresas em geral: integração eletrônica com os escritórios contábeis (58,6%), utilização da contabilidade como instrumento gerencial (55,7%), implantação de sistemas ERP (42,4%), realização de planejamento tributário (37,5%), utilização de métodos de gerenciamento de documentos eletrônicos (30,7%). Em relação às consequências do SPED nos escritórios contábeis as principais respostas foram: integração entre clientes e escritório contábil (67,1%); integração de software contábil, fiscal e folha de pagamentos (58,1%); capacitação profissional (50,7%); utilização de métodos para gerenciamento de documentos eletrônicos (35,5%); contratação de profissionais mais qualificados (35,3%) e investimentos em segurança da informação (30,5%).




Fonte:   Roberto Dias Duarte

Voltar Ir ao Topo

Telefone